Usuario :
Clave : 
 
 administrador
Manual del administrador

 Secciones
Palabras iniciales
Suscripción gratis
Artículos
Opiniones
Lecturas para el profesor
Cursos y eventos
Experiencias / Sugerencias didácticas
Reseñas y novedades editoriales
Actividades para clases
Enlaces (links)
Noticias generales
Anécdotas
Cartas de lectores
¿Quieres ser corresponsal?
Publique su artículo
Sobre el autor

E/LE Brasil

 Inicio | Foros | Participa
Buscar :
Estás aquí:  Inicio >>  Noticias generales >>  Governo propõe criar a Universidade Federal da América Latina
 
Governo propõe criar a Universidade Federal da América Latina
 

08-12-2007. O governo federal quer criar uma universidade pública com metade das vagas reservadas a estudantes de outros países da América Latina. A idéia é aprovar o projeto de lei que institui a Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana) a tempo de ter a primeira turma no início de 2009. O texto preliminar, segundo Hélgio Trindade, coordenador do projeto, já está pronto para ser enviado ao Congresso.
http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u352977.shtml

O projeto da Unila se insere na diplomacia "Sul-Sul" do governo Lula, com mais atenção a países em desenvolvimento. "Se nós quisermos integrar a América Latina, temos que formar quadros para desempenhar os avanços nessa direção", diz Trindade.
Já o ex-ministro da Educação do governo Fernando Henrique e deputado Paulo Renato Souza (PSDB-SP) discorda da proposta. "Não vejo necessidade. Já temos um sistema melhor que esse", afirma, referindo-se à possibilidade que, hoje, estrangeiros têm de estudar no Brasil mediante convênios entre universidades.
Os cursos da nova instituição ainda não foram definidos, mas a proposta é que tenham foco na "integração da América Latina", em áreas como relações internacionais, ciência política, línguas, tecnologia e meio ambiente, entre outras.
Segundo o secretário de Educação Superior do MEC, Ronaldo Mota, o campus da Unila ficará em Foz do Iguaçu (PR), na região da tríplice fronteira entre o Brasil, Paraguai e Argentina, num terreno de 43 hectares cedido pela estatal Itaipu binacional. Deverão ser usados imóveis construídos na época da instalação da usina, em 1973.
A proposta prevê um vestibular em português para brasileiros e outro em espanhol para os estrangeiros, que será aplicado por universidades de outros países. A prova não poderá abordar temas relativos só ao Brasil --em vez de literatura e história brasileiras, por exemplo, haverá literatura e história da América Latina.
A instituição, conforme o MEC, deve ter 10 mil vagas entre cursos de graduação, mestrado e doutorado e 500 professores. As aulas serão ministradas em português e espanhol, já que metade do corpo docente será de profissionais de instituições de outros países.
Segundo o reitor da Universidade Federal do Paraná, Carlos Augusto Moreira Júnior, que participa da elaboração do projeto, o governo chegou a cogitar fazer a universidade em parceria com outros países, mas a idéia não vingou.
Trindade contou que os ministros discutiram a criação de um Espaço de Educação Superior do Mercosul, que ainda não tem formato definido.
Além da Unila, o presidente Lula deve inaugurar neste ano outras duas federais: a Ufopa (Universidade Federal do Oeste do Pará), com sede em Santarém, e outra com unidades na região oeste de Santa Catarina, norte do Rio Grande do Sul e sudoeste do Paraná.

autora: ÂNGELA PINHO
fuente: Folha de S.Paulo, cad. Educação
fecha: 08-12-2007.
URL:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u352977.shtml

 
 
Diseño y desarrollo por: SPL Sistemas de Información
  Copyright 2003 Quaderns Digitals Todos los derechos reservados ISSN 1575-9393
  INHASOFT Sistemas Informáticos S.L. Joaquin Rodrigo 3 FAURA VALENCIA tel 962601337