Usuario :
Clave : 
 
 administrador
Manual del administrador

 Secciones
Palabras iniciales
Suscripción gratis
Artículos
Opiniones
Lecturas para el profesor
Cursos y eventos
Experiencias / Sugerencias didácticas
Reseñas y novedades editoriales
Actividades para clases
Enlaces (links)
Noticias generales
Anécdotas
Cartas de lectores
¿Quieres ser corresponsal?
Publique su artículo
Sobre el autor

E/LE Brasil

 Inicio | Foros | Participa
Buscar :
Estás aquí:  Inicio >>  Noticias generales >>  Estudo revela falta de professores de língua espanhola no ensino médio
 
Estudo revela falta de professores de língua espanhola no ensino médio
 

15-08-2005. Portal MEC.
por: Sonia Jacinto.
O Ministério da Educação por meio da Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC) elaborou um estudo para estimar a demanda de professores de língua espanhola no Brasil. O déficit chega a 13.254 professores para uma carga horária de 20 horas e 6.627 professores para 40 horas. 
O estudo tem como base dados do Censo Escolar de 2003 e leva em conta que o professor de língua espanhola, no ensino médio, teria carga horária mínima semelhante à média atribuída aos professores de língua estrangeira moderna, ou seja, 20 horas ou 40 horas semanais. De acordo com o estudo, cada professor atenderia a oito turmas num regime de 20 horas semanais, ou 16 turmas no caso de 40 horas.
Na região Norte, o estudo mostra a falta de 1.199 e 599 professores para 20 e 40 horas de trabalho, respectivamente; no Nordeste, 3.599 e 1.799; no Sudeste, 5.517 e 2.759; e no Centro-Oeste, 951 e 476 professores. 
Com o objetivo de apoiar os sistemas estaduais de ensino na oferta do espanhol para as escolas de ensino médio, o MEC está desenvolvendo três ações. “A ampliação da oferta de cursos e matrículas no ensino superior para a formação de professores de língua espanhola; um plano de capacitação e formação continuada de professores de língua espanhola, em exercício na rede pública de ensino; e a produção de material didático para o ensino de espanhol no ensino médio”, disse Lúcia Lodi, diretora de Políticas do Ensino Médio da SEB.
De acordo com o documento, a estimativa de demanda de professores de espanhol nas escolas públicas dos estados da região de fronteira com os países de língua espanhola é de 1.764 professores para um regime de 20 horas e 882 para 40 horas. 
TV Escola – A partir de outubro, a TV Escola, da Secretaria de Educação a Distância (Seed/MEC), apresentará cursos de espanhol e de inglês. A decisão atende à antiga reivindicação de professores e está em sintonia com o projeto de lei aprovado pela Câmara dos Deputados, que determina a oferta de língua espanhola no horário regular do ensino médio.
Na nova programação, está o curso Español, com 39 vídeos, de 15 minutos cada um, e o de inglês, composto por 60 vídeos, também de 15 minutos cada um. “A TV Escola procura atender demandas dos professores e alunos e ajudar a escola a ficar em sintonia com a realidade moderna”, disse Carmen Moreira Neves, diretora de capacitação e formação da Seed. “Hoje, uma segunda língua é fundamental para a inserção neste mundo globalizado”, afirmou. 
A TV Escola pode ser sintonizada nos canais 26 da Sky, 237 da DirecTV e 4 da Tecsat. As grades de programação estão na página eletrônica da Seed.
 
 
 
Diseño y desarrollo por: SPL Sistemas de Información
  Copyright 2003 Quaderns Digitals Todos los derechos reservados ISSN 1575-9393
  INHASOFT Sistemas Informáticos S.L. Joaquin Rodrigo 3 FAURA VALENCIA tel 962601337