Usuario :
Clave : 
 
 administrador
Manual del administrador


 Secciones
Ediciones anteriores
Premios- Distinciones
Muestras/Arte
Entrevistas- noticias culturales-histórico
Lecturas
Ensayos - Crónicas
Educación/Universidad
Sociedad
Diseño/Moda/Tendencias
Fotografía
La editora
Medios
Sitios y publicaciones web
Narrativa policial: cuentos, ensayos, reseñas
Sumario
Música
Teatro/Danza
cartas
Cine/Video/Televisión
Entrevistas- Diálogos
Servicios
Noticias culturales- archivo
Espacio de autor
Prensa
Artista invitado
Entrevistas
Fichas
Algo de Historia
Blogs de la Revista Archivos del Sur
Cuentos, poemas, relatos

ARCHIVOS DEL SUR

 Inicio | Foros | Participa
Buscar :
Estás aquí:  Inicio >>  Muestras/Arte >>  Objeto - Almandrade
 
Objeto - Almandrade
 

arte não fala de nada, ela faz do nada uma atitude poética. Qualquer coisa feita pela mão do artista é uma obra de arte; um objeto de êxtase que ignora explicações.



(San Salvador de Bahía-Brasil)

ARTE:  UM  SEGREDO  SEM  NOME

 

A arte não fala de nada, ela faz do nada uma atitude poética.  Qualquer coisa feita pela mão do artista é uma obra de arte; um objeto de êxtase que ignora explicações.

 

Um objeto discreto ou escandaloso, confuso ou divertido, assim é o objeto de arte. Pouco importa o que se pode falar sobre ele; da mesma forma que os títulos não informam definitivamente a idéia da coisa, o discurso sobre a arte não dá conta de seu objeto. A arte não imita nada, inventa realidades que ultrapassam aquilo que é revelado à contemplação.

(c) Almandrade

O nome Almandrade está associado a uma estratégia singular dentro daquilo que costumamos designar arte contemporânea, artista plástico, poeta e arquiteto, rigoroso, avesso aos modismos, produz como se o fazer artístico tivesse uma ética./ Uma obra que se encaminha para uma coisa cada vez mais concisa, enxuta, em direção a uma poética que se expressa com um vocabulário mínimo, seja pictórico ou lingüístico./ Um dos principais nomes da poesia visual, no Brasil, nos anos 70./ É dono de um estilo que chega a espantar pela coerência de transitar em diversos suportes, inclusive a palavra, sem perder o rigor e a responsabilidade com a linguagem e o pensamento. (Gilberto Motta)  


 
 
Diseño y desarrollo por: SPL Sistemas de Información
  Copyright 2003 Quaderns Digitals Todos los derechos reservados ISSN 1575-9393
  INHASOFT Sistemas Informáticos S.L. Joaquin Rodrigo 3 FAURA VALENCIA tel 962601337